segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Você já se matou hoje?


Todos os dias, nossa vida é rodeada de coisas ruins, como ter de ir trabalhar, apresentar algum trabalho contra a vontade na faculdade, comer o mesmo lixo (que nós chamamos de “comida”) industrializado e várias outras coisas. E quando nos deparamos com essa rotina, o que nós fazemos? O que deveríamos fazer? Nós devemos nos matar. Sim, nos matar, destruir o eu que consome e se mata no trabalho. E quando você morre você renasce: é ai que entra a parte boa. Longe de você, longe desse você que é passivo, e que procura realização em coisas fúteis ou até errôneas, você percebe o quão tolo era o você que morreu. Da destruição do você antigo nasce um você novo, mais forte e mais correto, coeso, e com amor muito maior. Pode ser que esse novo você continue nesse novo modo de ver a vida, que dá alegria e sustenta, pode ser que você volte a cometer os mesmos erros. Se voltar a cometer os mesmos erros, é simples, se mate de novo. Eu me mato todos os dias pelos mais variados motivos. E todo dia eu tento renascer do jeito que acho que será melhor. E você, já se matou hoje?

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

vários olhares, a mesma luz.


"Permanentemente mutável Pacificamente amigável É o meu estado e como eu ajo Mesmo que você me agrida Eu sei que erra também quem revida E onde eu vou não existe a razão Fortes são aqueles Que transformam em luz o que é escuridão"

O seu olhar sobre o mundo reflete o seu olhar sobre si mesmo, mais que mensagem de auto ajuda a transformação das idéias e crenças transforma também a realidade material ao seus olhos. Isso acontece por que o mundo esta em você, o mundo é você e tudo que você acredita. Sei que é complicado falar em evolução, mas adotar um sentindo na sua caminhada e procurar percorrê-la da melhor forma possível faz parte de um processo de evolução consigo mesmo neste caminho adotado, a cada passo, a cada tijolo colocado no muro da vida mais um obstáculo consigo mesmo é vencido e a mudança não fica escondida, ela salta os olhos e muda tudo que você conhece. A parede de tijolos não vai acabar, cada dia é um novo começo no caminho que você trilha desde que nasceu.